top of page
  • Foto do escritorAndrews Lucena

O humor e o marketing andam lado a lado

O humor e o marketing são ferramentas que, se combinados, podem transformar seu negócio. Esse tópico não se resume aos profissionais do humor, também é possível atrelar piadas em setores mais cooperativos, mas é importante saber como fazer isso.


E calma, também não estamos falando de dancinhas e conteúdos virais engraçados aleatórios, estamos falando sobre debater assuntos sérios relacionados a seu negócio, porém com uma linguagem mais leve e descontraída, por exemplo um escritório de advocacia que se utiliza de animes, séries, músicas, entre outros conteúdos do entretenimento como analogías para abrir conversas sobre tópicos que se relacionem com os diversos setores do direito. Para você ter uma noção melhor, pesquisas apontam que usar o bom humor pode gerar valor a sua credibilidade profissional. Afinal, como qualquer recurso, você pode usá-lo para resolver um problema ou estragar alguma coisa. Nesse artigo vamos te ajudar a entender melhor como usar o humor como uma estratégia de marketing para seu negócio.



Reconheça suas intenções com o uso do humor no seu negócio


O humor é um artifício atrativo, mas não pode ser utilizado de forma supérflua. Você precisa ser claro sobre os motivos que motivam seu desejo para usar esse recurso, as pessoas precisam entender a razão para ele estar atrelado a sua marca. Estamos falando que é necessário uma intenção.


O humor pelo humor é bom, mas não suficiente para uma empresa que deseja se consolidar. Por isso é tão importante que exista um propósito, seu negócio precisa ter objetivos bem traçados. Uma boa estratégia é o “mapa do humor”. Primeiro é essencial entender o seu meio e a forma que sua marca comunicará o humor, será um e-mail ou pessoalmente? Vai ser por um anúncio? Também é importante perceber que a mídia vai afetar como sua mensagem será comunicada.


Em seguida é interessante considerar que o público vai ser importante em todas as formas de comunicação. Utilizando o humor, sua finalidade vai ser oferecer o que seu possível consumidor precisa, porém de uma forma inesperada. O relacionamento da sua marca com o público afeta diretamente a maneira que o humor é recebido. Mas nada disso vale a pena se sua marca não tiver um propósito.


Esse é o elemento mais importante do mapa do humor e um dos mais relevantes na formatação da sua empresa. O que faz você associar o humor a seu negócio? O desejo é aumentar a conscientização ou a intenção de compra?


Você quer apenas chamar atenção? Bom, se a sua finalidade é gerar afinidade, saiba usar o humor de maneira diferente e original.

Não é sobre gargalhadas… É sobre status e consistência


Humor não é apenas sobre gargalhadas. Quando falamos em usar essa ferramenta como estratégia, muitas pessoas não entendem por ter um pensamento muito fechado sobre o tema. No geral, fazer o uso do humor no marketing é, inicialmente, um modo positivo e inclusivo de se comunicar.


Existe um lado alegre no humor que é extremamente inclusivo. Um ótimo exemplo é a coca-cola, a marca não faz uso de piadas ou faz você rir, mas incentiva a alegria e um sentimento edificante, é isso que falamos quando pontuamos que é sobre status, você precisar fazer que o consumidor se sinta de uma forma especial quando comprar seu produto.



Esse status se conquista com consistência. Quando uma marca utiliza o humor de forma consistente sua história se transforma. Estamos falando do uso desse recurso em todas as peças de marketing, assim ele se torna mais parte da voz da marca do que quando aplicado em um único detalhe.


É só você pensar em marcas grandes que fazem esse uso, como a Bombril, Zappos, Burger King, entre tantas outras. Essas empresas construíram uma assinatura de marketing em que a peculiaridade, a originalidade, o humor e alegria fazem parte da sua voz e da forma como elas se posicionam no mercado.



Respire, a pressa não leva a perfeição


Muito se acredita que é fácil trabalhar com humor, mas não é. Quando falamos em utilizar dessa ferramenta auxiliar ao marketing não estamos afirmando que esse é um caminho fácil. Esse pode ser um caminho que gere identificação e conexão com sua audiência, mas precisa ser feito com cuidado e carinho, como qualquer outro trabalho.


Tudo isso leva tempo, por isso não adianta ser impaciente. Se você deseja atribuir o humor como parte da sua marca, é preciso entender que isso demanda um período para acontecer e ser estabelecido, erros também podem ocorrer. Não é o fim do mundo! Mas saiba colocar grades para proteger seu negócio, também compreenda que esse não precisa ser um papel seu, você pode contratar profissionais para colaborar contigo nessa estratégia.


O humor é uma ótima via de comunicação e estratégia de marketing, ele faz o outro se conectar com sua marca, propicia que o consumidor embarque na construção de narrativa que você construiu para sua empresa e quebra qualquer possibilidade de impressão negativa que possa surgir. Essa é a grande beleza e força do humor e quando feito com sagacidade, inteligência e afeto, ele transforma os lugares e pessoas que atravessa.


Essa é a grande beleza e força do humor e quando feito com sagacidade, inteligência e afeto, ele transforma os lugares e pessoas que atravessa.

Nosso diferencial como agência é compreender que o marketing pode ir muito além do que já conhecemos, das ideias batidas e estratégias ultrapassadas. Por isso temos um trabalho tão forte conectado à comédia e compreendemos que essa união traz resultados inesperados. Podemos ajudar seu negócio a atingir novos lugares através do Marketing Raiser. Entre em contato conosco e tenha uma mentoria gratuita!




Comments


bottom of page